Coberturas Solares

O sol, a energia que está ligada à cobertura

As coberturas solares ou coberturas com instalaco̧ ̃es fotovoltaicas tornaram-se um estímulo à poupança de energia, principalmente para edifícios do sector terciário ou escritórios. No sector residencial, continua a ser simbólica.

Com a recente abolição do “imposto solar” e o desenvolvimento de soluções que permitem não só obter poupanças significativas na factura da electricidade, mas também gerar receitas através da venda do excesso de energia produzida à rede eléctrica, o crescimento do sector fotovoltaico será exponencial nos próximos anos… também no sector residencial.

A regulamentação vigente estabelece também a necessidade de conseguir uma utilização racional da energia necessária para a utilização dos edifícios, reduzindo o seu consumo a limites sustentáveis e assegurando que parte desse consumo seja proveniente de fontes de energia renováveis.

Existem atualmente diferentes tipos de sistemas fotovoltaicos:

  • Sistemas integrados, que substituem as telhas tradicionais por telhas ou painéis, minimizando o impacto estético no telhado.
  • Sistemas agregados, que são colocados no telhado existente de forma rápida e segura, mas cujo impacto estético é maior.

A correcta colocação destes sistemas é também essencial para garantir uma instalação segura e duradoura.

Algumas das vantagens da instalação de painéis solares em telhados

em relação à sua colocação ao nível do chão é que, devido à sua inclinação, facilitam a captação de raios solares, evitando as sombras geradas pelos edifícios adjacentes, árvores… Assim, os telhados inclinados são as melhores superfícies sobre as quais colocar painéis fotovoltaicos.

Deve ter-se em conta que esta instalação pode ser efectuada por perfuração ou não da impermeabilização. Em qualquer caso, será sempre necessário assegurar que os requisitos de impermeabilização da cobertura estabelecidos na regulamentação vigente sejam cumpridos.

Nas cidades, no entanto, ainda existem milhares de metros quadrados de telhados de pouco uso que se prestam perfeitamente a instalações de painéis solares. Ainda há um longo caminho a percorrer até a energia do sol se agarre finalmente ao telhado.