BLOG

A união faz a força (e oito outros motivos para se associar à AIFIm)

AIFIm

Em sua Agenda 2030, aprovada há poucos anos, a ONU estabeleceu os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que englobam desde a eliminação da pobreza até o combate às alterações climáticas, educação, igualdade das mulheres, defesa do ambiente ou do desenho de nossas cidades.

O último objetivo, mas não menos importante, aborda a importância das alianças estratégicas para atingir resultados de diversos tipos.

Porque está mais do que provado que só com a união e o esforço conjunto de administrações, entidades, indústria, organizações não governamentais e associações será possível cumprir os objetivos desta ambiciosa agenda que já está a definir o nosso futuro mais imediato.

Conscientes deste desafio de unir forças para formar, sensibilizar e elevar a qualidade e sustentabilidade do setor da edificação, a indústria dos fabricantes de impermeabilizantes tem intensificado o seu trabalho de posicionamento e representação.

Sem pensar na competição entre as diferentes empresas, nos índices de vendas ou na quantidade de metros quadrados de materiais manufaturados, os integrantes da AIFIm puseram-se mãos à obra para dar o seu contributo para a qualificação de um setor que a cada dia consolida a sua necessidade de crescer de forma sustentável e eficiente.

Empresas da importância da BMI, Chova, Danosa, Mapei, Renolit, SIKA ou Soprema uniram-se nesta jovem associação, aberta à incorporação de novos associados e colaboradores que se juntem aos principais desafios do subsetor da impermeabilização, que cada vez é mais relevante e importante no mercado da construção.

Mas, o que oferece uma associação como a AIFIm aos seus membros?

1.- Basicamente, a proposta associativa da AIFIm é tornar-se a porta-voz da indústria e dos seus associados perante as administrações, organismos, profissionais e todos os agentes do setor envolvidos em seu crescimento sustentável.

2.- A AIFIm tem a capacidade de defender os interesses dos fabricantes de impermeabilizantes perante a Administração e os organismos públicos, tanto a nível nacional como europeu.

3.- Graças a esta oportunidade de diálogo, a AIFIm participa em comissões de trabalho, conferências, jornadas setoriais e outras associações que, com os mesmos objetivos, trabalham para promover a construção sustentável.

4.- Ser membro da AIFIm permite aos seus integrantes participar em comissões de trabalho para a elaboração de documentos e propostas que beneficiem o desenvolvimento do setor. É o caso, por exemplo, dos diversos contributos para o desenvolvimento técnico e normativo dos produtos de impermeabilização, através do Comité Técnico de Normalização 104 “Materiais Impermeabilizantes para Construção e Geossintéticos”.

5.- Os associados também se beneficiam da representação social e corporativa da AIFIm, que alcança a sociedade e aos profissionais por meio de suas diferentes ferramentas de comunicação. Centraliza e unifica as informações mais atuais sobre soluções de impermeabilização, obras de referência e desenvolvimento de outras atividades, bem como estatísticas e relatórios setoriais.

6.- Também é da competência da associação a promoção de soluções e sistemas construtivos de impermeabilização, bem como a formação e a assessoria técnica sobre produtos e sistemas, ambiente e energia. Desta forma, contribui para a qualificação de profissionais e para um mercado mais exigente e de maior qualidade.

7.- Além destes fatores mais intangíveis, há também benefícios mais específicos, como descontos nas Normas UNE ou nos cursos AENOR.

8.- Mas, acima de tudo, fazer parte da AIFIm é ter o sentimento de pertencer a uma associação que promove o networking entre seus associados e com outras entidades. Um sentimento de pertença que faz com que os seus membros se sintam orgulhosos por estarem a colaborar na melhoria do sector da construção sustentável em linha com os objetivos de Responsabilidade Social Corporativa de cada empresa.